VI workshop grudis – FEUC – Investigação em Auditoria e Fiscalidade – Um balanço

No passado dia 17 realizou-se o VI workshop grudis na Faculdade de Economia da Universidade de Coimbra (FEUC), dedicado à “Investigação em Auditoria e Fiscalidade”.

O workshop contou com excelentes intervenções da Cidália Lopes (ISCAC), do António Martins (FEUC), da Helena Inácio (ISCA-UA) e da Maria do Céu Ribeiro (PWC-Porto), e a exemplar moderação do Francisco Carreira (IPSetúbal). Aos oradores e moderador reforçamos o nosso agradecimento.

Para o sucesso do workshop em muito contribuiu o excecional envolvimento da organização local, liderada pela Ana Maria Rodrigues, assim como o ótimo acolhimento da FEUC. De sublinhar que o workshop contou com uma participação recorde de mais de cem pessoas, entre grudistas e não grudistas, docentes e alunos. Queremos reforçar o nosso agradecimento à Ana Maria Rodrigues pelo seu excelente trabalho como organizadora local do workshop.

As apresentações do workshop, que os oradores amavelmente concordaram partilhar, foram hoje disponibilizadas aos membros do grudis por email.

A todos os participantes no VI workshop, o nosso bem-haja!

Pela Equipa de Coordenação do grudis,
Carla Carvalho
Rui Robalo

 

XV Conferência Grudis – 2016 – ISEG / ULisboa – Um balanço

A XV Conferência grudis e Doctoral Colloquium realizou-se a 22 e 23 de janeiro, no Instituto Superior de Economia e Gestão (ISEG), da Universidade de Lisboa. Este evento do grudis contou este ano com um dia específico para o Doctoral Colloquium, de modo a acomodar o crescimento da nossa comunidade e dar assim mais espaço aos doutorandos que viram os seus projetos (seis no total) comentados por um painel de professores. No segundo dia tivemos a Conferência com a apresentação de 12 artigos e respetiva discussão. O almoço, no bonito salão nobre do ISEG (antiga biblioteca), teve como ponto alto a poster session onde os doutorandos puderam partilhar os seus projetos e obter feedback dos participantes.

A diversidade de temas dos projetos e artigos apresentados (do relato financeiro à contabilidade de gestão, passando pela responsabilidade social e corporate governance), das instituições representadas (de Norte a Sul, universidades e politécnicos) e dos próprios autores, mostra a vitalidade da nossa comunidade. Além disso, é de salientar a qualidade dos projetos e artigos apresentados. Essa qualidade dá garantias de um futuro risonho para o grudis.

Nesta XV Conferência tivemos ainda o privilégio de contar com dois oradores convidados. A Ana Albuquerque, da Boston University, foi a escolha para discursar no Doctoral Colloquium, tendo partilhado connosco a sua perspetiva sobre “Why an Accounting PhD?”, salientando os desafios e as oportunidades de um doutoramento em contabilidade. A partilha da sua experiência pessoal, quer nos EUA (Boston University), quer em Portugal (Católica – Lisboa) foi enriquecedora para todos. O Wim Van Der Stede, da London School of Economics, editor-in-chief da revista Management Accounting Research e membro do corpo editorial de muitas das principais revistas internacionais de contabilidade (como a AOS, BRIA, CAR, EAR e TAR), foi o keynote speaker da Conferência. O Wim Van Der Stede ofereceu-nos uma excelente sessão sob o tema “Doing (management) accounting research: an editor’s perspective” onde deixou muitas dicas para desenvolvermos sólidos projetos de investigação e aumentarmos a probabilidade de publicação dos nossos artigos.

Além destes importantes aspetos científicos, o encontro anual do grudis é um momento privilegiado para rever amigos, conhecer novos investigadores e estabelecer parcerias para projetos futuros. Tal como as anteriores, esta Conferência foi importante para o desenvolvimento da rede grudis. Parabéns à comunidade grudis por mais este evento.

No próximo ano a Conferência grudis vai até ao Algarve!

VI workshop grudis – FEUC – Investigação em Auditoria e Fiscalidade

A Faculdade de Economia da Universidade de Coimbra irá acolher o VI workshop grudis, no próximo dia 17 de junho, com início às 14 horas. As áreas de discussão deste workshop são a Auditoria e a Fiscalidade.

A partilha entre investigadores com diferentes e profundas experiências nas áreas em discussão – António Martins, Cidália Lopes, Francisco Carreira, Helena Inácio e Maria do Céu Ribeiro – irá certamente constituir um momento ímpar de fomento e aprofundamento de experiências de investigação.

O programa  encontra-se disponível aqui: VI workshop grudis_Programa_v2

VI workshop grudis_Programa

A participação no VI workshop grudis é gratuita mas sujeita a inscrição obrigatória. A inscrição pode ser feita até dia 15 de junho em http://goo.gl/forms/iD3gjiSMz7uTFZbR2 .

Neste workshop podem participar membros e não membros do grudis, sendo emitido um certificado de participação.

A Comissão Organizadora é constituída por:
Ana Maria Rodrigues (FEUC)
Carla Carvalho (ISCA-UA)
Rui Robalo (ESGT-IPSantarém)

V workshop grudis – ESG-IPCA – Investigação em Contabilidade para o Setor Público

V workshop grudis, subordinado ao tema “Investigação em Contabilidade para o Setor Público”, irá decorrer no próximo dia 11 de dezembro (sexta-feira), das 14h30 às 18h30, na Escola Superior de Gestão do Instituto Politécnico do Cávado e Ave (ESG-IPCA).

No âmbito deste workshop pretende-se trazer para o debate questões relacionadas com o processo de mudança recente da contabilidade pública, em resultado da adaptação das normas internacionais de contabilidade pública, e abordar novas perspetivas de investigação por força das mudanças introduzidas. O programa está disponível aqui.

O workshop contará com a presença de ilustres investigadores na área da contabilidade pública, no contexto nacional e internacional, e com elevada experiência na reforma da contabilidade pública em Portugal e no contexto europeu (ver programa em anexo). A qualidade do trabalho desenvolvido pelos oradores na área do workshop é um incentivo à participação dos grudistas neste evento que promete ser do interesse geral dos investigadores na área da contabilidade.

A participação no V workshop grudis é gratuita mas sujeita a inscrição obrigatória. A inscrição pode ser feita até 09 de dezembro em http://goo.gl/forms/6W8JmBRWm8.

Neste workshop podem participar membros e não membros do grudis, sendo emitido um certificado de participação.

Para esclarecimento de qualquer dúvida, a organizadora local do V workshop grudis pode ser contactada através de pgomes145px-At_sign.svgipca.pt.

A Comissão Organizadora,

Patrícia Gomes (ESG-IPCA)

Rui Robalo (ESGT-IPSantarém)

Carla Carvalho (ISCA-UA)

Programa GPR – Grudis Peer Review: um balanço e novos desafios

Na grudisletter de Abril 2015, foi feito um balanço e foram traçados novos desafios para o GPR. Pela importância do seu conteúdo, nomeadamente a clarificação sobre os destinatários e sobre a fase de desenvolvimento dos trabalhos que podem ser submetidos, e para maior facilidade de consulta, o artigo é aqui reproduzido.

 

GPR: um balanço e novos desafios
O programa GPR – grudis peer review – tem 2 anos de funcionamento, e para a equipa do GPR entrou a Helena Isidro, em substituição do Rui Vieira, a quem agradecemos o seu contributo. Foi oportunidade de  analisar o percurso efetuado e refletir sobre como pode o GPR melhor servir a comunidade grudis.
O GPR visa contribuir para a melhoria da qualidade dos trabalhos de investigação, com base na revisão de artigos de membros do grudis por dois outros membros do grupo. A obtenção de feedback construtivo de outros investigadores com boas publicações é a melhor (senão a única) forma de melhorar o trabalho e conseguir boas publicações. Este programa dá aos autores a possibilidade de terem dois investigadores especializados na área do trabalho, que dedicam vários dias a analisá-lo. Esta ajuda é fundamental e vai muito além do feedback obtido através de participação em conferências, com frequência apenas superficial. Os resultados dos inquéritos aos autores que submeteram artigos para revisão são encorajadores: a qualidade dos comentários foi avaliada em 4.17/5 e a gestão do processo de revisão, bem como a avaliação global do programa GPR, foram avaliadas em 5/5. Os participantes consideraram como muito provável (4.67/5) voltar a participar no programa.

 

O desafio para o GPR é agora crescer em quantidade, mantendo a qualidade dos resultados obtidos. Com base numa auscultação informal da comunidade grudis, identificaram-se 5 áreas críticas para o aumento da utilização do GPR, de forma sustentada e mantendo a qualidade dos processos de revisão:
1) Aumentar o conhecimento dos grudistas sobre o GPR. Irá ouvir falar do GPR nos próximos tempos! Para além deste artigo e do regulamento em https://www.grudis.pt/programa-gpr-grudis-peerreview/, iremos utilizar diversos meios para aumentar a notoriedade do GPR.
2) Clarificar a abrangência dos destinatários do GPR.
Alguns membros consideram que o GPR não se lhes destina devido à sua falta de experiência, ao mesmo tempo que outros consideram o mesmo pela razão oposta. Na realidade, o GPR destina-se a membros com qualquer nível de experiência. De facto, os autores que  já submeteram artigos variam entre terem doutoramento há mais de 10 anos, há muito pouco tempo, ou ainda não o terem concluído. Por isso, o GPR é para SI!
3) Reposicionar o GPR para acolher trabalhos em fases intermédias / avançadas, e não apenas pré-publicação. Estamos em crer que o GPR terá assim maior contribuição para a melhoria dos trabalhos e aumentar a possibilidade de sucesso em publicação.
4) Enfatizar a enorme valia dos revisores do programa GPR nas várias áreas da contabilidade. Dentro do total de 78 potenciais revisores, entre 35-45 indicaram competências nas áreas mais populares: financial reporting, management accounting, case/field studyempirical archival; survey. A maior parte das restantes áreas contou com 10-20 grudistas, e nenhuma menos de 6. Esta é uma “pool” de especialistas valiosa e, no contexto português, assinalável. Por isso, qualquer que seja a sua investigação, estamos confiantes ser possível encontrar um revisor com competências na área relevante.
5) Salientar e melhorar a rapidez dos processos de revisão. Propomo-nos a conseguir um prazo de 30 dias entre a receção do artigo e o envio das revisões. Consideramos que é um tempo muito satisfatório, considerando o trabalho solicitado aos revisores, e que para efeitos de publicação este período é largamente compensado pelo potencial valor proporcionado aos autores. De qualquer modo, e apesar da nossa satisfação com o atual desempenho, tentaremos melhorá-lo ainda mais.

 

Convidamo-lo a considerar a utilização do programa GPR nos artigos que tiver em curso e não hesite em contactar-nos para qualquer esclarecimento.

Esperamos a sua participação no programa GPR, enviando um artigo para joao.oliveira@fep.up.pt.
João Oliveira e Helena Isidro

(Grudisletter 2015-04)

IV workshop grudis – ESGT-IP Santarém – um balanço

O IV workshop grudis, subordinado ao tema “Como aumentar o sucesso de publicação em revistas internacionais?”, decorreu no dia 22 de maio de 2015 na Escola Superior de Gestão e Tecnologia do Instituto Politécnico de Santarém.

Os oradores (Lúcia Lima Rodrigues, Inês Cruz e Manuel Castelo Branco) e a moderadora (Patrícia Gomes) cativaram permanentemente a audiência, abordando o tema em debate nas suas múltiplas facetas. Por sua vez, a audiência foi muito participativa, colocando diversas questões e partilhando também as suas experiências. O workshop decorreu num ambiente construtivo e de aprendizagem.

O IV workshop grudis contou com a presença de cerca de 70 investigadores, docentes e estudantes, provenientes de 25 Instituições de Ensino Superior (11 Politécnicos e 14 Universidades).

XIV Conferência Grudis – 2015 – U. Minho – Um balanço

Realizou-se no passado dia 24 de janeiro, na Escola de Economia e Gestão da Universidade do Minho, o encontro anual do grudis que contou com algumas novidades, quer em termos de designação do evento, quer em termos da própria estrutura. Assim, a partir de 2015 o evento passou a designar-se de Conferência grudis.

O encontro anual do grudis é um rever de amigos, a oportunidade de contactar com colegas investigadores mais experientes, de colegas em início de carreira, de grudistas mais velhos e mais novos ou que aderem ao nosso grupo de investigação em Contabilidade. É uma troca de experiências e conhecimento que nos deixa sempre saudades até ao próximo encontro.

A XIV Conferência grudis contou com mais de 60 participantes, oriundos de várias instituições do país. Conseguiu-se ter participantes do norte e sul do país, o que nos deixa muito felizes, pois significa que a comunidade grudis é dinâmica e cuja relevância no panorama nacional sustenta a movimentação física dos investigadores em Contabilidade.

Este ano tivemos a oportunidade de ter connosco um investigador internacional, o Prof. William Rees da Universidade de Edimburgo, que partilhou connosco algumas preocupações relativas à metodologia quantitativa, apresentando a palestra intitulada “Misleading Results in Accounting Research”.

Uma característica diferenciadora das Conferências grudis continua a ser a elevada qualidade dos projetos de investigação e artigos aceites e respetivas apresentações pelos autores. O trabalho dos quase 20 discussants no dia da Conferência e o processo de revisão dos artigos pelos reviewers, coordenados pelo colega Rui Vieira, fizeram desta conferência um fórum importante para obter sugestões sobre os mesmos, permitindo os seus desenvolvimentos. A Conferência foi assim preenchida com a habitual apresentação de trabalhos completos (13 artigos) e também projetos de investigação (5 projetos de tese). Dada a dimensão que o evento já assume, este ano houve necessidade de gerar três sessões paralelas. De novo, esta Conferência grudis se revelou como o exponente máximo da investigação em Contabilidade no nosso país.

Os temas apresentados foram muito diversos. Tivemos temas como a responsabilidade social e empresarial, a ética, qualidade da informação contabilística, o justo valor, a importância da informação contabilística para a reeleição do autarca, política de incentivos e desempenho, fiscalidade, história da contabilidade, contabilidade de custos, papel do contabilista de gestão, contabilidade pública.

Pode consultar o programa aqui. Os artigos apresentados estão disponíveis em https://groups.yahoo.com/neo/groups/grudis/info (exclusivo para membros do grudis). Uma seleção de fotos está disponível na Página da EEG-UM no FB.

Esperamos que o evento tenha sido gratificante a vários níveis, e que o projeto grudis continue a ser uma realidade em crescendo. A comissão organizadora local sentiu-se muito honrada por ter tido a oportunidade de receber tantos colegas na Escola de Economia e Gestão, Universidade do Minho. Até à próxima Conferência grudis!

Lúcia Lima Rodrigues

Filomena Brás, Delfina Gomes e Lídia Oliveira