Sobre o grudis

O grudis, também conhecido por Rede Portuguesa de Investigação em Contabilidade, é uma comunidade de investigadores na área da Contabilidade.[1] Criado em 2001, o grudis tem como missãocontribuir para o desenvolvimento da comunidade portuguesa de investigadores em Contabilidade, orientado por padrões internacionais de qualidade“. Neste sentido, o grudis promove a produção científica, a discussão de questões e de trabalhos na área da Contabilidade, e atua como um elo de ligação entre investigadores. A sua visão consiste em “congregar a comunidade portuguesa de investigadores em Contabilidade, dinamizar um espaço de discussão e elevar a notoriedade e estatuto desta área de investigação em Portugal”.

Atualmente, o grudis conta com mais de 200 membros, pertencentes a universidades e institutos em números aproximamente iguais (inclui ainda uma fração mínima de membros em empresas e sem afiliação académica). Alguns membros desempenham o papel de Embaixadores grudis nas instituições de ensino em que estão afiliados.

A gestão do grudis é efetuada pela designada Equipa de Coordenação do grudis (ou simplesmente Coordenação). Esta foi fundada oficialmente em 2007 e substituiu o “Grupo de Reflexão Estratégica” criado quatro anos antes. A Coordenação tem como responsabilidade a gestão corrente do grupo e a tomada de decisões do foro estratégico e funciona num regime 5 + 2 + 1. Conta com cinco membros permanentes, aos quais foram atribuídas áreas de responsabilidades definidas de acordo com as necessidades identificadas e com dois líderes da organização local das conferências grudis (o da última conferência realizada e o da próxima conferência a realizar), em reconhecimento da importância estratégica dos mesmos. A Coordenação conta ainda com um membro associado que, pela sua condição de membro-fundador do grudis, dá o seu contributo sempre que solicitado ou tido por pertinente. Não são atribuídos títulos aos membros da Coordenação, apenas áreas de responsabilidade. Atualmente, a Coordenação conta com seis áreas de responsabilidade, tendo um coordenador principal e um ou mais coordenadores associados. Os membros e áreas de responsabilidade são, desde Julho de 2017, as seguintes:

 

O processo interno de tomada de decisão é coletivo, sendo as decisões tomadas por maioria e frequentemente por unanimidade. Sempre que necessário, a Coordenação ausculta a comunidade grudis antes da tomada de decisão. A Coordenação funciona de forma orgânica, tomando decisões e assegurando que o grudis se mantenha fiel aos seus princípios, valores e diretrizes estratégicas definidas. Os valores seguintes definem a essência do grudis e, consequentemente, regem a atuação da Coordenação:

  • Promovemos a partilha de informação, conhecimento e experiências.
  • Fomentamos a qualidade na investigação e nas nossas iniciativas.
  • Valorizamos a colaboração entre pares.
  • Demonstramos dinamismo.
  • Privilegiamos a informalidade e a simplicidade.
  • Agimos com integridade e ética.

A estrutura orgância do grudis inclui ainda o grudis advisory board, um orgão consultivo de carácter estratégico de suporte à Equipa de Coordenação. Este orgão aconselha e emite pareceres para a Coordenação e é constituído por oito figuras incontornáveis no domínio da investigação na nossa área do conhecimento em Portugal:

  • Hernâni Carqueja (Universidade do Porto)
  • José Moreira (Universidade do Porto)
  • Lúcia Lima Rodrigues (Universidade do Minho)
  • Maria João Major (Universidade Nova de Lisboa)
  • Ana Maria Rodrigues (Universidade de Coimbra)
  • Paulo Alves (Universidade Católica Portuguesa)
  • Rui Vieira (IE Business School)
  • Teresa Eugénio (Instituto Politécnico de Leiria)

[1] A designação grudis advém da ideia original de criar um grupo de discussão (grudis) de contabilidade.

Missão, visão e valores grudis

Missão grudis
Contribuir para o desenvolvimento da comunidade portuguesa de investigadores em Contabilidade, orientado por padrões internacionais de qualidade.

Visão grudis
Congregar a comunidade portuguesa de investigadores em Contabilidade, dinamizar um espaço de discussão e elevar a notoriedade e estatuto desta área de investigação em Portugal.

Valores grudis
• Promovemos a partilha de informação, conhecimento e experiências.
• Fomentamos a qualidade na investigação e nas nossas iniciativas.
• Valorizamos a colaboração entre pares.
• Demonstramos dinamismo.
• Privilegiamos a informalidade e a simplicidade.
• Agimos com integridade e ética.

Sobre os membros do grudis

O grudis é constituído por investigadores na área da Contabilidade que pertencem à comunidade portuguesa. Entre estes incluem-se investigadores de nacionalidade portuguesa e estrangeira. Os investigadores de nacionalidade estrangeira podem fazer parte do grudis enquanto mantiverem uma afiliação numa instituição de ensino superior portuguesa (por exemplo, como doutorando, professores visitante, etc.).

A adesão ao grudis requer que os interessados partilhem da visão do grupo e que estejam dispostos a contribuir para o cumprimento da sua missão; requer ainda o fornecimento de algumas informações tidas por necessárias pela Coordenação.

Como aderir ao grudis

A adesão ao grudis exige que eventuais interessados:

  • Se identifiquem com a missão, visão e valores grudis;
  • Manifestem o interesse em aderir ao grupo mediante:
    1. Um contacto por email com Aldónio Ferreira (coordenacao.grudis145px-At_sign.svggmail.com); ou
    2. O pedido a um embaixador grudis para que este/esta informe a Coordenação do seu interesse; ou
    3. Um pedido via http://groups.yahoo.com/group/grudis/ (“Join this group”). Nota: esta opção requer a criação de um perfil e a abertura de uma conta de email no yahoo para ser utilizada para a recepção e envio das mensagens do grudis. Se pretende utilizar uma conta de email já existente, siga uma das duas outras opções acima.
  • Forneçam um curriculum resumido (tipicamente, uma página), segundo um modelo aprovado pela coordenação (faça aqui o download do Modelo de CV)
  • Se comprometam em utilizar o grudis apenas para os fins com que o mesmo foi criado – ver “Modo de comunicação do grudis

Assim, se estiver interessado em aderir ao grupo, depois de ter lido a missão, visão e valores grudis, manifeste o seu interesse por uma das três vias indicadas acima. Esperamos por si no grudis!

 

Modo de comunicação do grudis

A comunicação entre membros do grudis funciona por intermédio de uma lista de distribuição de emails. Quando o email de um membro é adicionado à lista do grudis, este passa a receber as mensagens que circulam no grupo. Passa, também, a poder enviar mensagens para grudis@yahoogroups.com, desde que utilize a conta de email que consta da lista do grudis. Este endereço pode ser utilizado para os seguintes efeitos:

  1. Promover a discussão e troca de ideias entre membros sobre temas relacionados com a Contabilidade, incluindo solicitar comentários a trabalhos de investigação de contabilidade em curso;
  2. Aceder a trabalhos de investigação dos membros ou que estes tenham ao seu dispor;
  3. Solicitar referências bibliográficas;
  4. Anunciar eventos na área da Contabilidade; e
  5. Outras atividades relacionadas com os objetivos do grupo.

Este endereço não pode ser utilizado para o envio de conteúdos não relacionados com os fins a que o grudis se propõe atingir, nomeadamente:

  1. Promoção de atividades ou divulgação de informação cujo fim último seja de natureza comercial;
  2. Distribuição de chain letters, anedotas, anúncios de vírus e conteúdos similares;
  3. Conversas de caráter pessoal.

Os embaixadores grudis

Atualmente, o grudis conta com embaixadores em 18 instituições portuguesas do ensino superior. Os embaixadores, como o nome sugere, são os representantes do grudis nestas instituições e contribuem para a expansão da comunidade grudis mediante a divulgação e promoção da Rede a potenciais interessados. A lista dos atuais embaixadores grudis é composta pelos seguintes colegas:

 

 

Nome do Embaixador Instituição
Ana Maria Rodrigues Universidade de Coimbra
Carla Carvalho Instituto Superior de Contabilidade e Administração da Univ. de Aveiro
Célia Vicente Instituto Superior de Contabilidade e Administração de Lisboa
Cristina Góis Instituto Superior de Contabilidade e Administração de Coimbra
Francisco Carreira Instituto Politécnico de Setúbal
Helena Isidro ISCTE-Instituto Universitário de Lisboa
João Oliveira Universidade do Porto
Jorge Alves Instituto Politécnico de Bragança
Leonor Ferreira Universidade Nova de Lisboa
Lúcia Lima Rodrigues Universidade do Minho
Luís Francisco Instituto Politécnico de Tomar
Maria Gorêti Dâmaso Instituto Politécnico de Santarém
Patrícia Quesado Instituto Politécnico do Cávado e do Ave
Paulino Silva Instituto Superior de Contabilidade e Administração do Porto
Paulo Alves Universidade Católica Portuguesa
Maria do Céu Alves Universidade da Beira Interior
Rúben Peixinho Universidade do Algarve
Rute Abreu Instituto Politécnico da Guarda
Sofia Lourenço Instituto Superior de Economia e Gestão
Teresa Eugénio Instituto Politécnico de Leiria