VII workshop grudis – ESG Tomar, 23 Novembro, Tema: ‘Practice-based research’: um balanço

A Escola Superior de Gestão de Tomar do Instituto Politécnico de Tomar acolheu no dia 23 de novembro de 2016 o VII workshop grudis, tendo como temática de discussão a “Practice Based Research”, com o cartaz disponível aqui: Cartaz VII workshop – Tomar.

A investigação baseada na prática é uma temática que interessa aos membros do grudis mas também a investigadores de outras áreas científicas. Tratando-se de uma metodologia com utilidade transversal em vários campos de investigação, participaram neste workshop, além de grudistas, outros colegas de diferentes áreas do conhecimento. Também o painel de oradores foi diversificado, não se tendo centrado apenas em especialistas da área da Contabilidade.

O workshop teve como moderador o colega Luís Lima Santos do Instituto Politécnico de Leiria. Ao introduzir a temática, referiu-se a algumas vias de financiamento enquadráveis na “Practice Based Research”. Salientou, designadamente, o Sistema de Apoio à Investigação Científica e Tecnológica (SAICT) para projetos de investigação científica e desenvolvimento tecnológico (IC&DT) no âmbito do Portugal2020. Apresentou, ainda, a experiência prática do Instituto Politécnico de Leiria.

O primeiro dos oradores a intervir foi o colega José Manuel Oliveira, da Escola Superior de Tecnologia e Gestão de Águeda (ESTGA) da Universidade de Aveiro, que apresentou a sua experiência de Aprendizagem Baseada em Projetos. Começou por se referir ao Plano Nacional de Modernização e Valorização do Ensino Superior Politécnico, com integração efetiva dos alunos em projetos, como parte da sua experiência de aprendizagem e ao nível curricular, com ligação à Comunidade, com multidisciplinaridade, com projetos que deverão resultar num “produto”. Em seguida, apresentou os Modelos de Ensino/Aprendizagem, gerando-se contextos de aprendizagem significativos através do “Aprender Fazendo”. Concluiu apresentando o exemplo e a experiência da ESTGA na implementação da Aprendizagem Baseada em Projetos.

A colega Rute Abreu do Instituto Politécnico da Guarda (IPG) fez a segunda intervenção do painel de oradores, na qual apresentou uma análise da investigação baseada na prática desenvolvida pelas Instituições de Ensino Superior, enquadrando-a conceptualmente, e referindo-se à regulamentação legal. Neste contexto, apresentou a sua experiência no IPG. A finalizar, tratou de modo amplo a investigação aplicada na prática na área da Contabilidade. Neste âmbito, argumentou que o cariz inovador da investigação baseada na prática, na área da Contabilidade, se alicerça em parcerias, resultado da cooperação entre empresas e instituições públicas, sendo uma forma adequada de promover o desenvolvimento local, em complementaridade com outros programas e iniciativas, de fomento à investigação e ao empreendedorismo.

A última intervenção esteve a cargo do colega Luís Marques da Católica Porto Business School. Começou por apresentar a sua experiência como investigador em contexto de Doutoramento, servindo-se para o efeito da sua atividade profissional, sendo simultaneamente investigador e ator/decisor. Referiu-se também à sua experiência enquanto “practitioner”, gestor de empresas, apontando o investigador como agente da mudança, como agente independente no diagnóstico e proposta de soluções. No final, apontou um conjunto de oportunidades de interação entre a “prática” empresarial e a academia.
Concluídas as apresentações foi aberto o debate de que resultaram diversas questões e comentários que enriqueceram em muito o workshop. Houve também o habitual coffee-break, durante o qual os participantes tiveram a oportunidade de conviver e partilhar experiências.
A equipa organizadora agradece a todos os que contribuíram para a realização deste workshop.

Luís Francisco, Carla Carvalho e Rui Robalo